quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Remate e ampliação de serviços em reprodução marcam trajetória da Álamos Genética






O empresário paranaense Eduardo Bergstein promove no dia 14 de março, às 20 horas, uma oferta imperdível de ovinos puros das raças Dorper e White Dorper. Este será o Leilão Álamos Genética 18 anos, com transmissão ao vivo pelo site www.mfrural.com.br e a comercialização de 34 fêmeas, 06 reprodutores e doses de sêmen de raçadores expoentes, como Álamos Baruti TE 420, VPJ Spock 395Kaiowas e o renomado Perseus TE 751, Grande Campeão Nacional da Raça Dorper’ 2016, contratado recentemente pela Central Álamos Genética, sediada em São Luiz do Purunã (PR).

O evento marca a trajetória de sucesso do Grupo Álamos Agronegócios e a ampliação dos serviços em reprodução oferecidos por uma das empresas, a Central Álamos Genética, iniciada em 2010. É uma dos poucas construídas em uma cabanha com alvará do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). “Os criadores têm acesso à genética de qualidade superior, oriunda de campões de pista e produção, prontos para reforçar o time dos mais exigentes plantéis”, explica Bergstein.

Dentre os lotes em destaque está a ovelha Álamos 189, filha do reprodutor Álamos 62 (Reservado Campeão Borrego Maior na Feinco 2009 e Reservado Grande Campeão Dourados 2009), em doadora Álamos 40 A (Campeã Sênior da Nacional’ 2010 e genitora da 3ª melhor progênie em Londrina’ 2011). Outro exemplo é a Álamos 625, do acasalamento entre Álamos Akin 394 (premiado na Nacional’ 2012 e Reservado Grande Campeão Londrina’ 2013) e uma das melhores doadoras da central, a Álamos 575.


“É realmente um leilão de muita qualidade, com animais jovens e preparados para competir de igual para igual nas exposições das raças Dorper e White Dorper. As fêmeas seguem, em sua maioria, prenhas ou paridas e os reprodutores com andrológico positivo”, informa o supervisor técnico André Assumpção, da AAPA Planejamento & Assessoria.
O Leilão Álamos Genética 18 anos também marca o regresso da cabanha no circuito de leilões, após uma breve pausa de três anos para a reconstrução da qualidade genética do plantel, atualmente um dos mais conceituados.

Maioridade coroada pela Central Álamos Genética

Depois de 30 anos no mercado financeiro, Eduardo Bergstein começou no agronegócio, inicialmente com a criação bubalinos. Atento às oportunidades oferecidas pela ovinocultura, migrou de atividade, experimentando raças até conhecer o Dorper e o White Dorper, em 2004. Estudos sobre ovinos eficientes em produção de carne no mundo o motivaram a se tornar um dos pioneiros na introdução dessas raças de origem sul-africana no Brasil, com a primeira importação de sêmen e embriões em 2005. “A cada quatro anos, nossos técnicos visitam os melhores criatórios sul-africanos, em busca de novidades em melhoramento genético”, explica Bergstein.

A democratização do acervo genético ocorreu através de mais de 20 leilões, chegando ao seu auge em 2010, com o lançamento da Central Álamos Genética, que se tornou referência no melhoramento de ovinos. Pela experiência adquirida com o tempo, a empresa agora estende os serviços em reprodução a todas as raças ovinas e caprinas. “Contamos com as mais modernas tecnologias para coleta e congelamento de sêmen e embriões, sincronização de cio e superovulação, inseminação artificial, aspiração folicular para Fertilização In Vitro (FIV), Transferência de Embriões (TE) e confirmação de prenhez por ultrassonografia. Um diferencial é a aplicação da anestesia inalatória ao invés da injetável nos processos cirúrgicos”, explica a responsável técnica da Central Álamos Genética, a Drª Tácia Bergstein.

Segundo a especialista, o potencial da ovinocultura e da caprinocultura é gigantesco, graças ao exímio trabalho de seleção feito pelos criadores. Neste primeiro momento, uma boa oportunidade está no Sul, onde predominam as raças lanadas. “Nossa filosofia é multiplicar a melhor genética dos plantéis de forma rápida e a preço justo”, conclui Tácia, graduada em Medicina Veterinária na Universidade Federal do Paraná (UFPR), com Mestrado em Biotecnologia Animal na UNESP/Botucatu (SP) e Doutorado em curso na UFPR.

A licença concedida pelo Ministério de Agricultura garante a segurança sanitária e o padrão de qualidade diferenciado dos serviços em reprodução executados fora da central, além de agilizar processos burocráticos, como a importação e exportação de material genético.


Cadastro e Lances: André Assumpção, AAPA Assessoria e Planejamento – (15) 99107-7539


ATENDIMENTO À IMPRENSA

Pec Press® - Imprensa Agropecuária
x

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

PECUÁRIA DE CORTE
FAZENDA SANT’ANNA INOVA COM LEILÃO SAFRA ANTECIPADA

Diferente de 20 anos atrás, a pecuária brasileira exige hoje máxima eficiência dos rebanhos. Para tanto, ter uma prenhês mais precoce e diminuir o intervalo entre os partos são metas indispensáveis a quem deseja ser competitivo no mercado atual. A tarefa não é simples, mas para ajudar os pecuaristas nessa conquista as Fazendas Sant’Anna lançam em janeiro de 2017 o Leilão Safra Antecipada.

O remate especial será realizado em 31 de janeiro pelo MF Rural (www.mfrural.com.br) e Nova Leilões, tendo como proposta disponibilizar touros e matrizes jovens, comprovadamente férteis, em um período no qual a oferta de reprodutores é restrita. Serão 15 touros Nelore PO com idade entre 26 e 28 meses e 18 novilhas Nelore PO prenhes por IA aos 16 meses e com parição prevista já para o início de fevereiro. Todos os animais possuem registro genealógico definitivo (RGD) e são provados pelo Programa de Melhoramento Genético das Raças Zebuínas (PMGZ).

Segundo Bento Abreu Sodré de Carvalho Mineiro, diretor das Fazendas Sant’Anna, o Leilão Safra Antecipada surgiu para disponibilizar ao mercado joias raras que até então ficavam retidas para o aprimoramento genético do plantel da propriedade, que, entre outros objetivos, há mais de 40 anos, prioriza precocidade sexual, fertilidade e habilidade materna, três das características de maior impacto econômico na pecuária nacional.

Precocidade sexual
A seleção para tal atributo impacta profundamente a produtividade de uma fazenda. Uma novilha capaz de ciclar aos 16 meses de idade, por exemplo, tem sua primeira cria em torno de 24 meses, bem inferior à média nacional de 36 meses, permitindo antecipar em um ano o retorno econômico do investimento. Outro benefício gerado por uma matriz com essa qualidade é permitir o ajuste da produção  para o nascimento de um bezerro por ano, uma exigência da pecuária moderna.

Já se emprenhassem aos 18 ou 20 meses o ganho seria menor comparado ao de uma prenhez aos 16 meses, mas ainda assim muito satisfatório perante a realidade atual. Utilizar touros e vacas selecionadas para precocidade sexual não significa apenas fêmeas emprenhando mais cedo, mas também que todas as vacas de reposição estarão sexualmente ativas ainda no início da estação de monta. “As novilhas apartadas para o  Leilão Safra Antecipada foram selecionadas com essa filosofia e são capazes de gerar bons ganhos aos pecuaristas voltados a resultados”, afirma Bento Mineiro.

Fertilidade e Habilidade materna
Assim como ocorre com a precocidade sexual, fertilidade e habilidade materna são qualidades essenciais quando o assunto é melhorar a eficiência produtiva e o capital de giro da fazenda. A primeira porque o bezerro tem que nascer saudável e a segunda porque precisa desmamar pesado, fatores que podem ser melhorados através do uso de touros com DEPS (diferenças esperadas na progênie) positivas.  “E são exatamente esses diferenciais que estamos levando para o leilão”, complementa  Bento Mineiro.

Além deste remate, as Fazendas Sant’Anna planejam um novo leilão de fêmeas, ainda no primeiro semestre, no mês de junho. Estes dois remates são parte de uma estratégia maior dos promotores, de maximizar a venda de matrizes e reprodutores jovens, buscando disponibilizar ao mercado o que tem de mais atual da genética Sant’Anna. Com essa nova estratégia o tradicional leilão anual de touros, que está em sua 28ª edição e ocorre no segundo semestre, fica reservado para a venda de touros mais erados, com idade média de três anos. 

Informações: www.fazendasantanna.com.br / (18) 3265-1329

ATENDIMENTO À IMPRENSA
Pec Press® - Imprensa Agropecuária
Adilson Rodrigues – Jornalista Responsável (Mtb 52.769)
Robson Rodrigues – Coordenação e Atendimento
Telefone: (11) 3876-8648 / 9-8642-8773

adilson@pecpress.com.br - robson@pecpress.com.br

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

VPJ Alimentos resgata genuíno sabor da carne suína

Companha é a única a explorar as oportunidades gastronômicas oferecidas pela raça Duroc



Controvérsias fizeram o porco ficar mais light ao redor do mundo, recaindo negativamente na perda do sabor da carne. Depois que estudos científicos desmitificaram o mito de que a proteína suína seria prejudicial à saúde, a VPJ Alimentos, sediada em Pirassununga (SP), resgatou a gordura dos cortes, buscando um equilíbrio maior entre o toucinho e o marmoreio responsável por levar à carne aquele sabor todo especial. Para tanto, um importante aliado foi o Duroc, raça desenvolvida nos Estados Unidos e que transfere uma incrível qualidade e precocidade de abate nos cruzamentos. 

O diretor da VPJ Alimentos, Antônio Miranda, explica que o Duroc permite o abate de animais jovens, sem excesso de gordura subcutânea e com o marmoreio desejado pela alta gastronomia. “Essas características não impactam positivamente apenas no sabor, mas também no padrão e na maciez, além de ser capaz de aguçar outro sentido primordial do ser humano, o olfato. Quando a gordura derrete e carameliza a carne, faz exalar aquele aroma que dá água na boca”, explica.


A companhia é a única que explora as oportunidades gastronômicas oferecidas pela raça, controlando todas as etapas de produção, da fazenda ao paladar dos mais exigentes consumidores de carnes nobres.  Os níveis desejáveis de marmoreio são obtidos a partir da seleção de reprodutores e doadoras qualificadas, genética compartilhada a um pool de criadores afiliados a um inédito programa desenvolvido pela empresa, que recebem bonificações ao atingirem a excelência esperada nos cortes. São aceitas apenas leitoas jovens e enquadradas nos padrões estabelecidos, abatidas de 60 a 180 dias de vida. “A leitoa tem carne mais macia e a precocidade descarta a influência de hormônios naturais no sabor”, revela Antônio Miranda. 


Enquanto o termo “from farm to table”, ou traduzindo, “da fazenda ao prato”, torna-se uma tendência entre os norte-americanos, reconhecidos produtores da melhor carne do mundo, a VPJ Alimentos oferece essa experiência há mais de uma década no Brasil. A única atividade externa é o abate, realizado em frigoríficos certificados com SIF (Serviço de Inspeção Federal). O processo é acompanhado por técnicos responsáveis da recepção dos animais até o transporte das carcaças à unidade frigorífica da companhia.


O rendimento oferecido pelo Duroc possibilitou o desenvolvimento de 15 cortes, dos quais muitos são exclusivos, como o Prime Rib e o Short Rib (R$ 59,90/kg nas Steak Stores – Certified Angus Beef em Jaguariúna, Campinas, Vinhedo, Pirassununga e Alphaville), retirados da linha dorsal, com um pedacinho da costela. Assim como a picanha, o assado de tira, a costela e o carré de leitoa, esses dois cortes estão entre os mais requisitados da Reserva Especial, apresentados em embalagens modernas, com três steaks de 350 gramas/cada. Outro destaque é a linguiça de Duroc, que faz um sucesso tremendo em restaurantes e churrascarias, também acessíveis nas melhores boutiques de carnes nobres (http://vpjalimentos.com.br/onde-encontrar/). 


E não há segredo no preparo. São cortes destinado à grelha, temperados apenas com sal-grosso comum ou aromatizado. A VPJ Alimentos recomenda a linha Salt Grass, em três versões para carne suína: Salt Grass Especiarias (R$ 23,90), Salt Grass Alho e Limão (R$ 16,90) e o Salt Grass Hot (23,90), com pimentas preta, branca e rosa. 


DICA DO CHURRASQUEIRO


Churrasco de Short Rib ou Prime Rib Duroc Red Pork    


INGREDIENTES


- 3 steaks de Short Rib ou Prime Rib Duroc Red Pork

- Salt Grass – Alho e Limão


PREPARO

- Sirva o braseiro com uma camada generosa de carvão. Certifique-se que tenha a mesma largura da grelha e também uma boa espessura.


- Cubra os cortes com uma porção de Salt Grass a gosto, deixando-os descansar por 3 minutos.


- Enquanto espera, acenda o braseiro e certifique-se que esteja na temperatura ideal. Uma dica é colocar a mão à uma distância segura da grelha. 


Cada lado deve ser grelhado por, aproximadamente, 4 minutos. Bata na carne para eliminar o excesso de sal grosso


Pronto, agora é só servir e impressionar seus convidados. A carne estará ao ponto, ainda rosada em seu interior, extremamente macia e suculenta.  


Informações: www.vpjalimentos.com.br 


Acesse nosso canal no YouTube e aprenda a fazer um bom churrasco:   https://www.youtube.com/canaldacarnevpj 


Lojas Steak Store – Certified Angus Beef (http://steakstore.com.br/) 


ATENDIMENTO À IMPRENSA

Pec Press® - Imprensa Agropecuária
Adilson Rodrigues – Jornalista Responsável (Mtb 52.769)
Robson Rodrigues – Coordenação e Atendimento
Telefone: (11) 3876-8648 / 9-8642-8773
adilson@pecpress.com.br - robson@pecpress.com.br


PECUÁRIA DE CORTE

Genética JAJ será destaque em leilão de Senepol da Programa Leilões

A Programa Leilões realiza no dia 4 de dezembro (domingo), às 14 horas, com transmissão pelo Canal Rural, o Leilão Virtual Remate do Ano Senepol. A Nova Vida terá participação especial, com uma oferta diversificada. Protagonista nas primeiras importações da raça, a propriedade venderá 50 touros Senepol PO, 30 novilhas Senepol PO, 200 receptoras meio sangue Angus prenhas de Touro Senepol, além de pacotes de sêmen importados dos Estados Unidos e Caribe.  “É a última oportunidade do ano para adquirir a melhor genética Senepol, a preço justo”, convida Ricardo Arantes, diretor-executivo da Senepol Nova Vida.

Os reprodutores Senepol PO seguem com exame andrológico positivo, e estão prontos para cobrir a campo. Em comparação ao zebuíno puro, a rentabilidade oferecida pelo meio-sangue Senepol é 35% superior, considerando ainda os diferenciais em qualidade de carne a pasto. As doadoras, filhas de raçadores expoentes nas melhores doadoras JAJ nesses 16 anos de Senepol no Brasil, foram escolhidas a dedo, pensando naqueles que desejam modernizar a base genética de seus plantéis. 

Em relação as receptoras, são as mesmas usadas como ventres pela Senepol Nova Vida. Se diferenciam pela fertilidade e adaptabilidade, exímias produtoras de leite. “Também dão um ótimo resultado no tricross com repasse de touros Senepol. Todas estão prenhas e vão parir um bezerro com valor estimado em R$ 1.700,00”, recomenda João Arantes Neto, também diretor-executivo da Senepol Nova Vida.

Mais informações:


ATENDIMENTO À IMPRENSA
Pec Press® - Imprensa Agropecuária
Adilson Rodrigues – Jornalista Responsável (Mtb 52.769)
Robson Rodrigues – Coordenação e Atendimento
Telefone: (11) 3876-8648 / 9-8642-8773


sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Sucesso no 1º Leilão Nova Vida Senepol PO Importado

Genética selecionada nos Estados Unidos e Ilhas Virgens atrae selecionadores e pecuaristas em busca de reprodutores eficientes no cruzamento industrial a campo

Com genética selecionada nos Estados Unidos e nas Ilhas Virgens, o primeiro Leilão Nova Vida Senepol PO Importado superou as expectativas traçadas pela Senepol Nova Vida, protagonista na introdução da raça no Brasil. Realizado em duas etapas, uma presencial e outra virtual, o evento atraiu centenas de criadores, movimentando cerca de R$ 1,4 milhão com a venda de 23 doadoras e 33 touros. Todos os lotes foram avaliados em uma prova de eficiência alimentar inédita, conduzida no Instituto de Zootecnia, de Sertãozinho (SP). 

Dentre os convidados, Hans Lawaetz, titular da pioneira Annaly Farms, veio diretamente das Ilhas Virgens, a convite da Senepol Nova Vida, para prestigiar o remate. Já esteve no País em outras oportunidades, mas a cada visita se impressiona com a pujança da pecuária nacional, a evolução do Senepol nesses 16 anos de seleção em terras brasileiras e a qualidade dos lotes apartados para o leilão. 

“Agradeço imensamente o convite e a oportunidade de presenciar o crescimento do Senepol, uma raça relativamente nova e que oferece uma série de oportunidades aos pecuaristas brasileiros, principalmente quanto à maciez e à qualidade de carne. A raça também cresce em países como a Venezuela, Colômbia, Austrália e África do Sul, e com possibilidades concretas de ingressar na China e Malásia. Durante minha estadia, presenciei um Senepol de qualidade excepcional”, disse Hans.

Ele é uma verdadeira lenda vida do Senepol, filho de Frits Lawaetz, a quem o empresário Ward Canaday confiou o gerenciamento da nova raça desenvolvida pelos irmãos Nelthropp, em Sant Croix, nas Ilhas Virgens, dando origem à segunda família da raça no mundo, a WC (iniciais de Ward Canaday), hoje presente em mais de 20 países. E toda essa genética já está presente no Brasil.“Há três anos, dedicamo-nos à importação e democratização dessa e de outras linhagens pioneiras através de nossa filial norte-americana, formada por raçadores expoentes da raça”, ressalta João Arantes Neto, diretor-executivo da Senepol Nova Vida.

Em 2018, o Senepol comemora seu primeiro centenário e a Annaly Farms prepara uma série de eventos com a presença de autoridades e criadores de vários países. O ponto alto será a divulgação de estudos recentes sobre o desempenho e a eficiência da raça em diferentes nações. 

Pela primeira vez, a Senepol Nova Vida negociou touros e doadoras 100% Senepol PO Importado.  Até pouco tempo, comercializava filhos de doadoras JAJ inseminadas com raçadores deste acervo. “O sucesso do Leilão Senepol PO Importado foi tão grande que já estamos planejando outros eventos do gênero”, antecipa Ricardo Arantes, irmão de Neto e também diretor-executivo da Senepol Nova Vida.

Genética de última geração -  A primeira etapa do Leilão Senepol Nova Vida PO Importado ocorreu em 31 de outubro, na Sociedade Hípica Paulista (São Paulo/SP), com transmissão pelo Canal Rural. Os promotores o consideram um divisor de águas na história da raça ao favorecer o refrescamento de sangue do rebanho nacional, que já é o maior do mundo.

Compraram no remate, 22 criadores do Amazonas, São Paulo, Minas Gerais, Rondônia e até mesmo do Acre.  O maior investidor foi Aldo Luis Teixeira Doro, titular da fazenda Adoro Senepol, em Araguari (MG). Já o lance mais valorizado saiu para uma cota de 50% da doadora Puntarenas USA, campeã da prova de eficiência alimentar do IZ, arrematada por R$ 131,400,00 pela Senepol Boa Vereda. No total, foram arrematados 20 fêmeas e três reprodutores por R$ 1,2 milhão.

No dia seguinte, 1 de novembro, durante a segunda etapa, 35 reprodutores Senepol PO Importado foram negociados por R$ 400 mil. As vendas ocorreram de forma mais pulverizada, em direção do Amazonas, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro, São Paulo, Pará, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul  e até o Tocantins. Além de criadores de Senepol, pecuaristas de cria aproveitaram para adquirir touros que possibilitassem cruzamento industrial a pasto.  

Garantia de produtividade – Durante a prova de eficiência alimentar executada pelo IZ, o gado recebeu uma dieta controlada e mensurado em altura de garupa, perímetro escrotal e torácico, comprimento corporal, área de olho de lombo e espessura de gordura. Estavam alojados em piquetes de 2.400 m², munidos de cochos automáticos e com cálculos precisos através dos sistemas Growsafe System® e Intergado, com pesagens em diferentes fases. 

Ano promissor para o Senepol – Até dezembro, o Senepol deve experimentar um crescimento de quase 40% no Brasil, como tem acontecido nos últimos anos. Para atender aos pecuaristas que buscam touros eficientes no cruzamento industrial e doadoras àqueles que desejam potencializar a seleção, a Senepol Nova Vida ampliou a oferta em leilões.

Até o momento já foram realizados seis remates, sendo quatro virtuais e dois presenciais (Camaru’ 2016 e Nova Vida Senepol PO Importado), com total liquidez e participação maciça de novos criadores. O calendário encerra em 4 de dezembro, com a oferta de touros Senepol PO, com transmissão pelo Canal Rural e organização da Programa Leilões. 

Informações: www.senepolnovavida.com


ATENDIMENTO À IMPRENSA
Pec Press® - Imprensa Agropecuária
Adilson Rodrigues – Jornalista Responsável (Mtb 52.769)
Robson Rodrigues – Coordenação e Atendimento
Telefone: (11) 3876-8648 / 9-8642-8773
adilson@pecpress.com.br - robson@pecpress.com.br

terça-feira, 12 de março de 2013


Cavalo Campolina será destaque em
Esmeraldas, Minas Gerais

Criadores em várias partes do Brasil já confirmaram presença na II Exposição do Cavalo Campolina de Esmeradas, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG). O evento ocorre entre os dias 20 e 24 de março e reunirá cerca de 120 animais na pista de julgamento. A programação conta com atrações variadas para a comunidade, como exposições de artesanatos, pássaros ornamentais, orquídeas e uma apresentação do canil da Polícia Militar de Minas Gerais.

"Neste ano, mais que nunca, queremos resgatar pequenos criadores e usuários. Para tanto, em chamariz será a realização de um shopping de animais de seleção e também de lazer. Para comprovar que, além de belo, o Campolina é funcional e cômodo, faremos um enduro equestre, com provas dentro e fora do parque de exposições", afirma Edésio Drumond Abreu, sócio do Núcleo dos Criadores do Cavalo Campolina Grande BH, responsável pela organização.

A disputa na pista será ranqueada pela Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Campolina (ABCCCampolina), o que deve tornar o julgamento muito disputado. A região deve participar em peso pelo papel de destaque que representa na criação. Segundo estimativa da entidade, existem 100 associados e um plantel de aproximadamente 2.000 animais num raio de 50 km. "Só no município de Esmeraldas são 15 criadores e 400 animais, entre potros, éguas, garanhões e castrados de renome nacional. Muitos deles campeões e campeãs em várias mostras”, estima o dirigente.

O Campolina foi introduzindo em Esmeraldas na década de 70, pelos criadores Elvécio Costa e Heitor Lambertucci, dois visionários que abriram mercado na região, ressaltando a beleza e o andamento marchado desse incrível cavalo de sela. Hoje, toda a comunidade reconhece o Campolina como a raça marchadora principal, tanto é que, durante a exposição, um concurso de redação será realizado nas escolas municipais. O tema é "Por que quero ter um cavalo Campolina" e o primeiro colocado será premiado com um tablet. A mostra surgiu de um sonho antigo, que saiu do papel no ano passado, quando conseguimos reunir 90 animais em exposição. O público compareceu em peso e neste ano esperamos um volume maior de visitantes.

"É realmente uma raça na região, tanto que defendemos esforçamos a permanência dessa exposição no calendário oficial da raça. Contamos com grande ajuda da comunidade, através da prefeitura, dos sindicatos e de toda a população, que abraçou o Campolina", conta Renato Tolentino, pres. do núcleo de criadores.

Exposição marca novidades no julgamento
Os julgamentos da raça começam na quinta-feira, dia 20, e vão até do domingo, com a disputa do Grande Campeonato. A comissão de jurados ainda não foi definida, mas novidades serão conferidas pelos criadores participantes. A partir deste mês, a raça passa a ser julgada por seis árbitros, três responsáveis pela morfologia e o restante pelo andamento marchado. Tal iniciativa permitirá uma evolução mais apurada das características desejáveis no Campolina e permitirá ao criador entender quais critérios foram avaliados na pontuação dos animais. Isso porque o voto será individual e será mostrado em telões instalados nas intermediações da pista.

sábado, 9 de março de 2013


Leilão Virtual Top Leite Novilhas Gir Villefort
Em 28 de março (quinta-feira), às 20h15 (horário de Brasília), o Leilão Virtual Top Leite Novilhas Gir Villefort colocará em oferta, pelo AgroCanal, 60 fêmeas, entre novilhas e bezerras Gir Leiteiro PO, e mais 03 touros de repasse. O evento é oficializado pelo Pró-Genética, do Governo de Minas, e será organizado pela Nova Sat Leilões. A promoção é do criatório Guzerá Villefort, que tem na base de seu plantel animais adquiridos nos principais criatórios brasileiros. Essa genética foi amplamente multiplicada a partir de acasalamentos com os melhores reprodutores da atualidade, com a proposta de oferecer ao mercado uma genética moderna e funcional. Haverá facilidade de pagamento e comodidade no frete, que pode ser gratuíto dependendo do local de entrega ou volume de animais adquiridos. Informações: (31) 3627-1145
AGENDE-SE

Leilão Virtual Top Leite Novilhas Gir Villefort
Data: 28 de março 2013 – quinta-feira
Horário: 20:15:00h. (Horário de Brasília)
Oferta: 60 novilhas e Bezerras Gir Leiteiro
Transmissão: Agrocanal
Leiloeira: Nova Sat Leilões

ATENDIMENTO À IMPRENSA
Pec Press® - Imprensa Agropecuária
Adilson Rodrigues – Jornalista Responsável (Mtb 52.769)
Robson Rodrigues – Coordenação e Atendimento
Telefones: (11) 3876-8648 / (11) 8642-8773